7 dicas para melhorar sua gestão de picking

January 04, 2017
Equipe Skyhub

7 dicas para melhorar sua gestão de picking

7 dicas para melhorar sua gestão de picking

O processo de separação e preparação de pedidos, conhecido como picking, é uma etapa fundamental para quem vende nos marketplaces porque pode garantir ou interferir na entrega do pedido ao cliente até a data pré-estipulada. Por isso, quanto mais controlada for a entrega, melhor para o lojista e seus clientes.

Além disso, uma boa gestão de picking garante que sua empresa terá maior controle do estoque, tanto sobre a gestão de pedidos, como de forma a facilitar a entrega dos itens, melhorando processos, tornando os mais ágeis e envolvendo sua equipe.

Abaixo você confere 7 dicas para melhorar a gestão de picking e obter resultados mais satisfatórios no tempo de entrega de seus produtos e gerando economia em suas operações.

1) Aplique a Lei de Pareto

O Princípio de Pareto, conhecido também como regra 80/20, se fundamenta na tese de que 80% dos resultados alcançados são consequência de 20% dos esforços empregados. Ou, neste caso, podemos assumir que 20% dos itens comercializados no seu site correspondem a 80% das movimentações. Dessa forma é preciso hierarquizar aqueles produtos com maior média e menor movimentação, sendo que aqueles de maior giro devem ficar nas posições de acesso mais fácil para os operadores e ressuprimento. Reestruture o layout de seu armazém para que ele reflita esse fluxo dos produtos.

2) Trabalhe com quantidades adequadas de estoque

É necessário conhecer o prazo mínimo que seus fornecedores levam para repor cada item vendido por você, bem como a média de vendas (pedidos) de cada produto. Um maior controle sobre sua cadeia de suprimentos, incluindo giro de estoque, registros confiáveis da quantidade disponível de cada item e noções do tempo de reposição do estoque são pontos que ajudam a melhorar sua percepção sobre o ciclo de vendas do seu negócio e podem direcionar melhorias para a administração do picking.

3) Tenha visibilidade dos produtos

Esquematize a localização de cada item, se for o caso. As prateleiras precisam ser “endereçadas” de forma que você possa encontrar qualquer item com facilidade acompanhando uma categorização pré-definida. A ordenação segundo a Lei de Pareto poderá te dar uma boa ideia de que os itens mais pedidos estarão mais próximos às áreas de coleta, mas é fundamental ter um controle total sobre a direção onde é possível encontrar cada um.

4) Dê adeus ao papel!

Se não for possível dispensar totalmente os registros em papel, ao menos cuide de manter todos os processos e informações gerenciados de forma automatizada. Esse processo é fundamental para evitar cometer erros ou prolongar demais uma percepção que deveria ser simples. Isso envolve o auxílio de um ERP, mas também de outras ferramentas que deem suporte para cada etapa das vendas, como recebimento e gestão dos pedidos e controle do estoque em todas as plataformas em que você vende. Uma ferramenta de integração com o marketplaces é bastante útil para fornecer essa visibilidade e direcionar um estoque único para as vendas em múltiplos canais.

5) Queima de estoque obsoleto

O estoque deve ser enxuto e alguns conceitos de administração como o “Just in Time”, de compras apenas no momento necessário, podem se ajustar a sua realidade. Estoque parado é dinheiro parado, portanto, não demore muito tempo para tomar uma ação sobre os produtos que ficaram obsoletos ou que tiveram pouca aceitação pelo mercado. Estude a possibilidade de queimar sua margem, sem comprometer o negócio, para vendê-los a preços mais atraentes, em kits especiais ou por meio de ações criativas que ajudem a impulsionar as vendas.

6) Melhore a velocidade da operação

Coletores de dados, sistemas de radiofrequência, melhores tecnologias e envolvimento da equipe em sistemas de gestão orientados a melhoria de processos, como o Modelo Kaizen, podem dinamizar a eficiência de sua gestão de picking. Esse modelo é baseado em um conjunto de “mandamentos” orientados ao benefício coletivo, com a aplicação de mudanças que envolvam os colaboradores, criando disciplina e eliminando desperdícios. É uma implementação que pode melhorar a visão dos profissionais, o trabalho em grupo e toda a administração dos pedidos e entrega. As mudanças contribuem por distribuir a visibilidade dos processos entre toda a equipe responsável, de forma que é possível ter maior transparência sobre as funções de cada um e pontos de melhoria no negócio. O Kaizen poderá contribuir com um bom espírito de equipe, moral, autodisciplina e percepção com todos os profissionais focados em melhoria de qualidade e eficiência .

7) Cross-docking

O cross-docking é uma alternativa que pode reduzir custos de estocagem em cerca de 25% quando a operação de distribuição de produtos no armazém, de um caminhão para o outro, passa a ser apenas nas áreas de docas e stages. No entanto, a operação é recomendada apenas para aqueles produtos onde há maior previsibilidade das vendas e com conhecimento exato do momento em que os caminhões chegam e partem do local de estoque.

Além destes pontos, cabe escolher a forma de administração do picking: se cada operador ficará responsável por um único pedido por vez (picking discreto), se cada operador ficará responsável por atender uma área (picking por zona), se cada operador fará a coleta de um produto por vez, mas em certos períodos do turno (picking por onda) ou se os operadores irão atuar em sincronia, num modelo de sucessão de tarefas (picking Bucked Brigades).
Alguns aspectos são mais ágeis e outros mais lentos, porém gerando aumento da eficiência. Vale estudar sua realidade e entender qual dos processos fornece os elementos mais prioritários, neste momento, para você.


No comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *