5 erros comuns na integração com o marketplace (e como evitá-los)

Junho 07, 2017
Equipe Skyhub

integração com o marketplace

O processo de integração com o marketplace requer alguns cuidados antes do trabalho começar, como a aprovação cadastral e contratual que autoriza sua entrada neste canal. Além disso, é preciso estar atento aos processos de integração, para que não haja falhas de informação, e uma clareza sobre o que está ou não incluído na contratação do trabalho de uma integradora.

Para garantir sucesso na hora de entrar e vincular seus produtos a estes canais, a SkyHub levantou os 5 erros mais comuns na integração com o marketplace e como evitar cometê-los. Confira!

1 – Não ter um contrato com o marketplace

Para a integradora começar seu trabalho, ela precisa que o lojista já tenha um contrato firmado com os canais onde pretende entrar. Ela pode sim dar assistência e orientação para que o varejista consiga preencher todas as informações de cadastro corretamente, facilitando sua aprovação pelos marketplaces. Por outro lado, ela não pode começar a integração – que é o papel dela – se os canais sequer autorizarem que o lojista comece a vender lá dentro

Para ficar mais claro, podemos dizer que o contrato com o marketplace autoriza suas vendas dentro do canal e estabelece as regras de venda e comissionamento. Já o contrato da integradora é o da prestação de um serviço de integração e gestão de produtos que só é válido para quem já possui um contrato com os canais. Portanto, para firmar o segundo contrato, você precisa do primeiro.

2 – Não respeitar os requisitos dos marketplaces

Cada marketplace tem alguns requisitos focados na estrutura de seus sites e pontos que consideram relevantes. Para que haja um padrão, mesmo com lojistas distintos vendendo ali, eles estabelecem algumas regras para que todas as informações de produtos sejam catalogadas de forma semelhante.

Durante a etapa de integração, é fundamental conhecer os requisitos do canal onde está entrando e adequar as informações para que sejam exibidas, corretamente, em cada local. Do contrário, os cadastros de produtos podem voltar para que você os corrija. Uma boa forma de começar é se atentando a esse material que produzimos. Nele você vai encontrar as regras para que seus produtos sejam aprovados em todos os canais. De qualquer forma, consulte a SkyHub para saber se há outras particularidades nas regras aplicadas a seu negócio.

3 – Não configurar o frete

Cadastrar seus produtos não é o bastante para iniciar suas vendas no marketplace. Você precisa, necessariamente, cadastrar o frete de entrega antes de tudo começar. Se o produto não possui o frete, o cliente não consegue ter qualquer noção do valor total da compra e, portanto, não poderá concluir o processo. Por isso, os marketplaces não exibem nenhuma oferta se o frete não estiver, devidamente, configurado.

Para evitar este erro comum é muito simples: o cadastro de frete deve ser feito logo após a integração de seus produtos. Você pode fazer isso individualmente, em cada canal onde vende, ou tudo de forma automatizada, via SkyHub.

4 – Não entender quem são os agentes envolvidos em cada processo

Alterações de preço muito bruscas, fora do limite considerado normal pelos canais ou mesmo cancelamentos frequentes de produtos com estoque, por exemplo, são situações que podem gerar um bloqueio de sua campanha. E quem faz isso é o marketplace, quando os sellers violam alguma de suas regras, o que nada tem a ver com o trabalho da integradora.

Por isso, na etapa de contratação procure alinhar, exatamente, o que está envolvido no serviço e sanções que podem ser aplicadas, principalmente, pelos canais de marketplace. Conhecendo todas as regras, fica mais fácil evitar problemas e saber exatamente quem você deverá procurar para resolver eventuais falhas.

5 – Não entender o papel auxiliar da integradora

Quem faz a integração é o seller. A integradora é responsável por oferecer a plataforma e auxiliar no processo com base nas solicitações do marketplace – como um guia. É necessário que o próprio lojista cadastre seus produtos na plataforma de integração, visto que estas são informações muito sensíveis e orientadas a seu negócio, e, assim, sua integradora irá distribuir todos os dados para os canais.

Por outro lado, o software e o expertise do time de suporte da SkyHub facilitam muito a integração e gestão pelo lojista. Você sempre pode contar com o amparo de profissionais especializados que podem tornar sua inserção nos marketplaces mais ágil e otimizada para que você venda muito após a integração.

Estes são erros mais frequentes durante o processo de integração e, com atenção a todos eles, você poderá agilizar sua entrada e obtenção de resultados nos marketplaces.

Como funcionam os principais marketplaces do Brasil

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *