Ebit prevê crescimento de 15% na Black Friday 2017

novembro 17, 2017
Equipe Skyhub

black friday 2017

A Black Friday 2017  deverá crescer 15% em comparação com as vendas no ano passado (2016), conforme estimativa do Ebit. Isso representaria um faturamento de R$ 2,1 bilhões. Já os pedidos, podem subir de 2,91 milhões para 3,1 milhões – um aumento de 7,7%.

A pesquisa também prevê que o tíquete médio chegue a R$ 695,00, um aumento de 6,4% comparado à 2016.

Na onda de resultados positivos, a projeção para o tíquete médio é de R$ 695, ou seja, alta de 6,4% nos R$ 653,00 registrados na Black Friday anterior. Na categoria Telefonia e Celulares a estimativa é que a média chegue a R$ 1.236,00.

O Ebit também pesquisou o comportamento de consumidores durante a data e descobriu que 81% dos entrevistados pretendem comprar algo nesta Black Friday. Para 41%, a Black Friday será uma oportunidade para adiantar compras de Natal, mas não necessariamente presentes. 18% dos entrevistados farão compras para presentear, enquanto 59% farão compras para uso próprio.

As categorias com maior intenção de compra são: Eletrônicos (34%), Eletrodomésticos (27%), Informática (24%), Telefonia e Celulares (23%).

Black Friday 2017 pelo Google

O Google também disponibilizou uma pesquisa sobre a Black Friday com expectativas para 2017, onde 71% dos entrevistados afirmaram já terem feito compras na Black Friday.

Em 2017, 68% dos entrevistados declararam intenção de comprar na próxima Black Friday 2017, 7% a mais pessoas que na avaliação feita no ano passado.

A data que, segundo o Google, é o Everest das buscas relacionadas às compras irá movimentar 4% do faturamento do e-commerce em apenas 1 dia e se consagrou como um fator de atração para novos e-shoppers. Este ano espera-se que do total de pessoas que farão sua primeira compra online em 2017, 10% seja estimulado pela Black Friday.

As pessoas também estão mais confiantes sobre a Black Friday e as lojas, sendo que 92% escolheram hashtags com termos positivos ou neutros para descrever o que a data representava para elas.

google black friday

Algumas palavras-chave de busca sofrem um aumento expressivo na Black Friday em comparação com outras sextas-feiras do ano, como é o caso de “chromecast” e “cápsulas de café” cujas pesquisas sobem em 213%.

Outra curiosidade é que o levantamento mostra que as compras de itens esportivos costumam começar antes da Black Friday, e as de móveis terminam depois.

Em ordem de importância, preço está no topo das prioridades (49%), mas o fator confiança na marca e loja onde irão comprar aparecem logo em seguida (40%), depois o frete (5%), pagamento parcelado (3%) e tempo de entrega (2%).  Além disso, ⅔ das compras foram feitas em sites onde os clientes já compram regularmente.

 

Como o marketplace me ajuda a vender na Black Friday?

Marketplaces  são, de maneira geral, lojas onde os clientes costumam comprar regularmente. Como uma boa parte das vendas da Black Friday está concentrada nelas, é mais fácil que sejam impactadas por seus produtos e os adquiram se você estiver integrado a estes canais.

Os marketplaces também estão estruturados para receber uma alta demanda, comum na Black Friday, oferecendo uma plataforma de alta tecnologia e com muita segurança. Além disso, possuem muito investimento em marketing, conseguindo posições de destaque em buscas como a do Google.

 

Ainda não está integrado nos marketplaces? Faça seu cadastro nas plataformas e converse com a SkyHub!


No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *